Seu canal de Notícias de Carpina e Região

Mesmo com queda na cotação do Bitcoin, Solana segue em disparada

Iniciando o dia em queda nesta quarta-feira (18), o Bitcoin chegou a ser vendido na casa dos US$44 mil, cerca de R$ 236mil. O valor mais baixo se deu por volta da meia-noite e de lá para cá, a moeda permanece estável, com variações de menos de mil reais.
Mesmo assim, os investidores se mantêm otimistas com as previsões de máxima histórica prevista para o final do ano. A esperança vem da longa pausa que o Bitcoin e os altcoins estão enfrentando.

Vale lembrar que apesar da desvalorização dos últimos meses, o Bitcoin está longe de ser uma moeda a ser evitada. A importância no mercado e também a falta de concorrentes na mesma posição, fazem do Bitcoin um excelente investimento. Acompanhando a tendência de queda do Bitcoin, a criptomoeda Ethereum teve uma queda ainda maior durante a madrugada. Acumulando uma queda de mais de 6% nas últimas 24 horas, a ETH viu seu período mais crítico por volta da meia noite, quando voltou ao patamar dos US$ 3 mil.
A queda foi sentida pelas 50 principais moedas do mercado, que tiveram uma variação negativa na casa dos 7% durante a noite de ontem e a madrugada de hoje.

Apesar da queda, SOL segue em disparada
Em contrapartida, a Solana vem se mostrando estável no mercado. A moeda que valorizou mais de 70% nos últimos dias, permaneceu na casa dos US$ 68 enquanto as outras moedas despencavam. Por volta das 8h da manhã ela voltou a subir e atingiu os US$ 75, chegando a acumular uma alta de 9% nas últimas 24 horas.

Chainlink e Doge têm a maior queda
Enquanto a maioria das criptomoedas teve quedas na faixa dos 7%, a Chainlink e a Dogecoin foram premiadas com uma queda de 15%. Impulsionadas pela desvalorização do Bitcoin e da realocação de recursos na moeda Solana, as previsões são de uma valorização mais lenta.

compartilhe whatsapp

Baixe nosso aplicativobaixe app