Guia Comercial Online de Carpina e Região

O poder de fiscalização deve partir da própria população

A cada dia que se passa escutamos ou vemos notícias de roubo, ladroagens, corrupção e como sempre quem paga por toda a situação não é ninguem menos que o povo.

Porém, a corrupção não existe apenas na área política, mas em toda a esfera social. O poder de fiscalizar tudo isso deve partir do próprio povo. Não se pode esperar que setores gorvenamentais, que devem fiscalizar, o faça sozinho, pois já é sabido por todos que existe a corrupção nas mais diversas áreas.

Chamou-me a atenção recentemente uma postagem que vi em que um morador da cidade de Pouso Alegre, em Minas Gerais, fez de uma funcionária (atendente) de um hospital que simplesmente navegava no facebook enquanto havia uma fila de pacientes em sua frente esperando ser recepcionado. O morador havia levado uma pessoa ao Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL) e achou aquela situação absurda, por isso, fez as imagens e divulgou nas redes sociais (Vídeo abaixo).

Hoje com a tecnologia, fica cada vez mais fácil de fiscalizar, cobrar, exigir seus direitos.Por isso, haja, faça valer seus direitos e fiscalize. Em relação ao caso acima citado, o hospital emitiu uma nota "lamentando a situação e afirmando ser contrária a atitude da funcionária". "Ressaltou também que medidas administrativas cabíveis foram tomadas e que a direção do Hospital das Clínicas Samuel Libânio tem como principal objetivo atender seus pacientes com qualidade e humanização, priorizando sempre o ser humano e que o compromisso deles é que o bem-estar e o cuidado da saúde permaneçam sempre em primeiro lugar".