Guia Comercial Online de Carpina e Região

Puberdade - Como ajudar seu filho a passar por ela

Parece que foi ontem que você segurou nos braços o seu bebê. Ele agora é um pré-adolescente e está para iniciar uma viagem rumo a vida adulta chamada puberdade.

Trata-se da transição para maturidade sexual e muitas vezes é confusa chegando também a ser traumática para alguns. De que forma você poderá ajudar seu filho a passar por essa fase da vida?

Algo que você precisa saber

Não existe uma idade definida para o início da puberdade. Ela pode começar aos 8 anos ou aos 13, ou até mesmo mais tarde.

A puberdade pode causar insegurança nos jovens, pois é comum os adolescentes ficarem preocupados com o que os colegas pensam sobre eles. Até mesmo quando o corpo começa a dar os sinais da puberdade, como as espinhas por exemplo, a autoestima pode diminuir.

Outros desafios podem surgir quando se entra mais cedo na puberdade. Em especial com as meninas que podem enfrentar zombaria quando os seios começam a crescer e o corpo começa a ser definidos com curvas. Segundo o livro "Guia para os Pais sobre os Anos da Adolescência", as meninas "também correm o risco de chamar a atenção de meninos mais velhos que em geral são mais ativos sexualmente.”

Diferentemente do que muitos pensam, puberdade não significa maturidade. Mesmo que um jovem pareça adulto, isso não quer dizer que ele seja capaz de tomar decisões inteligentes, se comportar de modo responsável, ter autocontrole ou dar outros sinais de maturidade.

Então, o que você pode fazer?

Fale sobre a puberdade antes de ela começar. Fale para seu filho ou filha que mudanças vão ocorrer com o corpo em especial sobre a menstruação (no caso das meninas) e as ejaculações noturnas (no caso dos meninos). Mas seja positivo ao conversar sobre esses assuntos. Explique que a puberdade é algo bom e que ele estará entrando no caminho para a vida adulta.

Seja franco. Alguns jovens reclamam por que seus pais fazem muitos rodeios para falar com eles sobre as mudanças que a puberdade provoca. Então, por mais constrangedor que seja para você tocar no assunto, é melhor que você converse com seu filho sobre tudo o que está envolvido na puberdade.

Incentive-o a falar abertamente. Para isso faça perguntas. Se precisar quebrar o gelo, fale sobre o que outros estão passando por causa da puberdade. Por exemplo, você poderia perguntar à sua filha: “Suas colegas de escola já estão falando sobre a menstruação?” “Na escola, ficam zombando das meninas que entram mais cedo na puberdade?” Para o seu filho, você poderia perguntar: “Seus colegas fazem brincadeiras com os que não se desenvolvem tão rápido quanto os outros?” Quando os adolescentes conversam sobre como outros lidam com a puberdade, pode ser mais fácil para eles falar sobre seus sentimentos.

Ajude seu filho a desenvolver a sabedoria prática nessa fase da vida. A puberdade envolve mais do que mudanças físicas e emocionais. Nessa fase, seu filho adolescente também desenvolve a habilidade de raciocinar. Isso vai ajudá-lo a tomar boas decisões quando for adulto. Aproveite essa oportunidade para ensinar bons valores ao seu filho.

Por fim, por mais dificil que possa parecer, não desista. Embora possa parecer que muitos jovens não querem falar com os pais sobre a puberdade, não se engane. Alguns adolescentes dão a entender que não estão interessados no que os pais falam, que estão entediados ou constrangidos, ou se fingem de surdos. Mas talvez estejam prestando atenção em cada palavra.

Para mais informações poderá baixar gratuitamente a revista Despertai! que fala sobre esse e outros assuntos. Clique Aqui e baixe a Revista Grátis!

Veja também:

Vídeo - Ancião de Congregação das Testemunhas de Jeová fala sobre a morte de Prince